fbpx
Confira o primeiro Manual de Libras para Aula de Ciências

Confira o primeiro Manual de Libras para Aula de Ciências

Material foi produzido por grupo de alunos da Universidade Federal do Piauí para promover um ambiente mais inclusivo em sala de aula

Não é segredo pra ninguém que no Guiaderodas somos apaixonados por ideias boas, não é? Principalmente quando se trata de algo com potencial para transformar a rotina escolar de professores e alunos em todo Brasil! Um Manual de Libras para Ciências é uma grande ideia!

A ideia em questão começou lá em Teresina, quando Bruno Iles, na época aluno de Biologia da Universidade Federal do Piauí (UFPI), estagiava em uma escola pública e percebeu que os dois intérpretes de Libras que trabalhavam na instituição não eram suficientes para atender todas as salas de aula com estudantes Surdos: era comum, inclusive, que os profissionais precisassem sair de algumas aulas antes de seu término para dar conta de chegar às próximas, o que obviamente interferia  no desempenho escolar dos alunos. 

Muito embora não fosse fluente em Libras, Bruno fazia o possível para dar suporte aos estudantes com deficiência auditiva que tivessem dúvidas – ainda assim, a comunicação era difícil, principalmente porque muitos termos científicos não possuíam uma tradução para essa Língua. Como uma alternativa para atender essa demanda e, ao mesmo tempo, preparar melhor os professores com alunos Surdos em suas turmas, Bruno decidiu articular a criação de um manual de Língua Brasileira de Sinais que contivesse a nomenclatura referente ao corpo humano e ao estudo celular, que foi executado como parte de um projeto para a disciplina de Libras da UFPI:

“A importância de ter esse tipo de material disponível é porque não existia algo assim voltado para o conteúdo de ensino fundamental. Ele vai trazer uma educação mais acessível para os alunos e ajudar os professores dentro da sala de aula”

afirmou Bruno Iles em entrevista para o Grupo Esteno

Nasceu, assim, o Manual de Libras para Ciências: a Célula e o Corpo Humano, disponível para download gratuito pelo site da UFPI. A publicação contém cerca de 300 novos sinais que até então não existiam em Libras, tais como “lisossomos”, “suco pancreático”, “glóbulos brancos”, entre outros.


Alguns termos disponíveis no Manual de Libras para Ciências. Créditos da imagem: Alexandre Affonso

Muito embora pareça algo simples, o manual representa um primeiro passo importantíssimo no sentido de promover a inclusão efetiva de alunos com deficiência auditiva em sala de aula: segundo um estudo divulgado pelo Instituto Locomotiva na Semana da Acessibilidade Surda do ano passado, das 10,7 milhões de pessoas com deficiência auditiva no Brasil, apenas 15% concluíram o Ensino Médio, 46% o Ensino Fundamental e 35% não têm nenhum tipo de educação formal.

Ainda não sabemos se o Manual de Libras para Ciências será oficialmente adotado pelas redes públicas e privadas de ensino do país, entretanto, podemos fazer a nossa parte tornando esse conteúdo conhecido para profissionais de saúde e educação. Que tal compartilhá-lo em suas redes sociais?

educação inclusiva

Saiba mais sobre Educação Inclusiva


Renata Schmidt

Renata Schmidt 
Relações Públicas e jornalista. Acredita que todo mundo tem uma história que vale a pena ser contada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir mensagem
);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.