Confira três tecnologias assistivas para pessoas surdas

Confira três tecnologias assistivas para pessoas surdas

As ferramentas oferecem mais independência, qualidade de vida e inclusão social

Nos últimos anos, o avanço da tecnologia vem facilitando cada vez mais o acesso de pessoas surdas a diferentes ferramentas. Além de ampliarem as habilidades de comunicação, os recursos garantem mais independência e autonomia em diversas atividades do dia a dia. 

Neste artigo, você vai entender melhor o conceito de tecnologia assistiva e conhecer alguns recursos que estão fazendo a diferença no dia a dia de milhões de pessoas com deficiência auditiva. Continue a leitura!

O que é tecnologia assistiva?

O termo assistive technology, ou tecnologia assistiva, na tradução para o português, foi criado em 1988 e é um importante elemento jurídico da legislação norte-americana, conhecida como Public Law 100-407, que compõe, com outras leis, o American with Disabilities Act (ADA). 


De acordo com o conceito do Comitê de Ajudas Técnicas (CAT), a tecnologia assistiva “é uma área do conhecimento, de característica interdisciplinar, que engloba produtos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam promover a funcionalidade, relacionada à atividade e participação, de pessoas com deficiência, incapacidades ou mobilidade reduzida”.

Para facilitar a organização dessa área de conhecimento e a promoção de políticas públicas, ela foi classificada em 11 categorias diferentes:

  1. auxílios para a vida diária e prática;
  2. comunicação alternativa ou aumentada (CAA);
  3. recursos de acessibilidade ao computador;
  4. sistemas de controle do ambiente;
  5. projetos arquitetônicos para acessibilidade;
  6. órteses e próteses;
  7. adequação postural;
  8. auxílios de mobilidade;
  9. auxílios para cegos ou para pessoas com visão subnormal;
  10. auxílios para pessoas com surdez ou déficit auditivo;
  11. adaptações em veículos.

A tecnologia assistiva foi instituída como política pública no Brasil somente em 16 de novembro de 2006, pela portaria nº 142 do Comitê de Ajudas Técnicas (CAT), estabelecido pelo Decreto nº 5296, no âmbito da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República. 

Tecnologias assistivas para pessoas surdas

As tecnologias assistivas potencializam a capacidade de pessoas surdas e garantem mais independência, qualidade de vida e inclusão na sociedade e no mercado de trabalho. A seguir, você pode conferir três exemplos de ferramentas que facilitam o dia a dia de milhões de surdos. 

VLibras

O VLibras é um conjunto de ferramentas gratuitas e de código aberto que traduz automaticamente conteúdos digitais, nos formatos de texto, áudio e vídeo, em português para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ele torna a web mais acessível para as pessoas surdas e pode ser usado em computadores, smartphones e tablets.

Dentre as ferramentas do VLibras, destaca-se a WikiLibras, plataforma colaborativa que permite aos usuários sugerir novos sinais da Libras, corrigir sinais existentes e revisar a tradução de frases.

O VLibras é resultado de uma parceria entre o Ministério da Economia (ME), por meio da Secretaria de Governo Digital (SGD), e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com a participação do Laboratório de Aplicações de Vídeo Digital (LAVID).

Central de Intermediação de Comunicação

A Central de Intermediação de Comunicação (CIC) é uma plataforma que possibilita a comunicação por vídeo e mensagens entre ouvintes e pessoas com deficiência auditiva e da fala. Ela funciona 24 horas por dia, de forma gratuita, e é uma obrigação das operadoras de telefonia fixa e celular. 

Para utilizar o serviço, a pessoa com deficiência precisa entrar em contato com a CIC e informar para qual número a operadora deverá ligar. Durante todo o processo, a comunicação é intermediada por um atendente qualificado. 

ICOM

O ICOM é uma ferramenta que facilita a inclusão de surdos, por meio de uma central de Libras que oferece tradução simultânea, em tempo real, 24 horas por dia. Ele é um recurso de acessibilidade tanto para empresas que querem se conectar com o cidadão surdo como para aquelas que têm pessoas surdas em seu quadro de funcionários.

A ferramenta é on-line, de uso simples e intuitivo, e pode ser acessada via aplicativo, link e QR code de um celular, tablet ou computador.

Se você quer ficar por dentro de outras iniciativas de acessibilidade, siga a página do Guiaderodas no Instagram e acompanhe o nosso blog!


Carina Melazzi

Carina Melazzi
Jornalista e produtora de conteúdo. Gosta de contar histórias e é apaixonada por viagens, montanhas e mar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.