fbpx
CPB e governo do Paraná assinam convênio de promoção da educação paralímpica

CPB e governo do Paraná assinam convênio de promoção da educação paralímpica

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, assinou um convênio com o Paraná para promover a educação paralímpica nas escolas do Estado

O programa é um dos pilares do planejamento estratégico da entidade e tem como objetivo fornecer cursos online e gratuitos para profissionais de Educação Física.

Além de Mizael e de Ratinho Junior, governador do Paraná, participaram do evento o coordenador do programa da Educação Paralímpica, David Farias Costa, e os atletas paralímpicos Anderson Santos e Daniel Silva, do vôlei sentado, Adriana Azevedo e Mari Santilli, da paracanoagem, Marcelo dos Santos, da bocha, e Vitor Tavares, do parabadminton, além dos técnicos Rodrigo Ferla, do parataekwondo, e James Valter, do tiro esportivo.

“Esporte é uma atividade que consiste na principal ferramenta de inclusão das pessoas, sobretudo, das pessoas com deficiência. O esporte entrega resiliência, autoestima, oportunidade e cidadania para quem pratica, e muda a percepção da sociedade em relação ao potencial de um indivíduo com deficiência”, disse Mizael Conrado, bicampeão paralímpico de futebol de cinco (Atenas 2004 e Pequim 2008) e presidente do CPB.

“Essa parceria com o Estado do Paraná nos enche de esperança de capacitarmos cada vez mais professores em todas as escolas do Brasil para estarem preparados para atender todas as crianças e jovens com deficiência que lá estiverem. Com isso, elas poderão iniciar a sua atividade física no tempo certo, que é a fase escolar”, completou.

O projeto, que institui a Frente Paranaense para a Educação Paralímpica, visa, então, a formação e capacitação de professores e profissionais, por meio de cursos e ações de desenvolvimento das modalidades. 

Treze municípios já aderiram até o momento: Jardim Alegre, Lunardelli, Ivaiporã, Lidianópolis, Cruzmaltina, Grandes Rios, Faxinal, Mauá da Serra, Califórnia, Marilândia do Sul, Rio Bom, Novo Itacolomi e Telêmaco Borba.

Reflexo em Tóquio

Um exemplo do comprometimento do Paraná com o esporte paralímpico é que o Estado contará com a maior delegação de atletas paranaenses olímpicos e paralímpicos da história dos Jogos. Ao todo, 35 representantes estarão na capital japonesa, número pouco superior ao time local que esteve nos Jogos do Rio, em 2016, que contou com 34 atletas.

Assim, além do projeto de educação paralímpica no Estado, foi lançada também a campanha Torcida Paraná em Tóquio. A intenção é que o público paranaense envie sua energia positiva, com vídeos e palavras de incentivo para os atletas, por meio das redes sociais, utilizando a #TorcidaParanáemTóquio.

“Ter a maior delegação da nossa história é resultado da organização e do planejamento esportivo do Paraná. O programa Geração Olímpica, o maior do país para o setor, é um sucesso e vem merecendo toda a atenção por parte do Governo do Estado e da Copel, a patrocinadora do projeto”, destacou Ratinho Junior, governador do Paraná.

E quem comprova isso na prática são os próprios atletas, como Adriana Azevedo, da paracanoagem, que vai representar o Brasil e o Paraná nos Jogos de Tóquio 2020. “O projeto do Governo do Paraná é primordial. É o auxílio que eu precisava para ter mais foco no treinamento”, concluiu.


Fernanda Zalcman
Jornalista, curiosa por natureza e apaixonada por fazer a diferença. Encontrou no esporte um propósito: inspirar e dar voz à histórias e pessoas que por vezes estão escondidas. Porque todos importam e merecem espaço!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir mensagem
);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.