fbpx
Escola para todos: programa global revela práticas inovadoras e inclusivas na educação

Escola para todos: programa global revela práticas inovadoras e inclusivas na educação

Como criar uma “escola para todos”? O programa Escolas 2030 foi idealizado para desenvolver iniciativas educacionais em 10 países, incluindo o Brasil

O que é uma “escola para todos”? Em Manaus (AM), a Escola Municipal Professor Waldir Garcia mostra que a educação integral é capaz de transformar a vida e o futuro dos estudantes a partir de práticas mais humanizadas e acolhedoras. A unidade oferece Ensino Fundamental I, da primeira à quinta série, a mais de 200 crianças, entre elas, meninos e meninas com deficiência.

Devido aos resultados obtidos, a instituição tornou-se uma das organizações escolhidas pelo programa Escolas 2030, criado para identificar e desenvolver práticas inovadoras de educação para crianças e adolescentes em 10 países: Brasil, Afeganistão, Índia, Paquistão, Portugal, Quênia, Quirguistão, Tajiquistão, Tanzânia e Uganda. No total, são 100 escolas por país, que atuam como “laboratórios de inovação”, envolvendo 50 mil professores e 500 mil alunos pelo mundo.

Escolas 2030

O programa Escolas 2030, lançado no início de 2020, ajuda os governos locais a alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 4 (ODS 4), que determina assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos. A previsão de duração do projeto é de 10 anos.

No Brasil, a iniciativa é implementada por meio de uma parceria entre Ashoka, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo e Itaú Social. As diretrizes da comunicação e engajamento das organizações educativas são desenvolvidas pela Cidade Escola Aprendiz.

As 100 instituições que integram o programa no país foram selecionadas de acordo com os cinco critérios definidos pelo Ministério da Educação (MEC), em 2015, no âmbito da iniciativa do Mapa da Inovação e Criatividade na Educação Básica e, depois, incorporados pelo Movimento de Inovação na Educação — gestão, currículo, ambiente, metodologia e intersetorialidade. Ademais, são unidades públicas ou comunitárias e atendem populações em vulnerabilidade social.

O grande objetivo é que todo o conhecimento gerado por meio do programa torne ainda mais fortes as organizações participantes. Assim, elas podem atuar como pontos de propagação e influência sobre as redes de ensino e políticas públicas de educação.

Escola Municipal Professor Waldir Garcia

Localizada em São Geraldo, bairro pobre da capital do Amazonas, a Escola Municipal Professor Waldir Garcia é considerada uma das melhores da cidade, com nota 7,5 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), de 2019.

Mais do que uma instituição de ensino, a escola atua como um centro de encontro e articulação para com a comunidade em que está situada. Um dos pontos fundamentais é o acolhimento de toda a diversidade de alunos com suas particularidades, como imigrantes do Haiti e da Venezuela.

No caso de meninos e meninas com deficiência ou em situação de vulnerabilidade, a equipe observava que eles tinham mais dificuldades de aprendizado e, consequentemente, um índice alto de evasão escolar. Mas a realidade desses grupos transformou-se a partir do momento em que a unidade adotou o modelo da atual gestão.

Na instituição, cada estudante recebe acompanhamento de um tutor em toda a vida escolar, com contato lado a lado para ser possível identificar possíveis dificuldades ao longo dos anos e promover um desenvolvimento integral de suas competências. Além disso, os alunos participam da criação de roteiros de estudos e as salas são compostas por mesas redondas, nas quais cabem até seis crianças.  

Em vez do sistema tradicional de médias e reprovação, as próprias crianças fazem uma autoavaliação e atribuem uma nota pelo seu desempenho. Depois, a decisão é avaliada com colegas e professores em um conselho escolar.

Com o aumento da carga horária de permanência estudantil, a gestão criou oficinas de capoeira e dança, e atividades culturais no contraturno. E não parou por aí. Seu espaço também foi aberto aos finais de semana para incluir a comunidade ao redor, com sessões de cinema, eventos na biblioteca e a disponibilidade de uso da quadra para esportes e brincadeiras.Quer conhecer mais sobre o programa global e entender como é uma “escola para todos”? Confira o site da iniciativa e conheça as organizações educativas participantes no Brasil e no mundo.


Heloisa Aun

Heloisa Aun

Jornalista e estudante de Letras na USP, trabalha desde o início da carreira com a temática dos direitos humanos e meio ambiente. Nos últimos anos, idealizou campanhas de combate ao assédio sexual e à violência doméstica. Também atua na área de educação em organizações e projetos sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.