fbpx
Lei estadual de 2019 traz segurança para pessoas com deficiência no transporte público

Lei estadual de 2019 traz segurança para pessoas com deficiência no transporte público

Desde outubro, pessoas com deficiência, mulheres e idosos podem desembarcar fora do ponto de ônibus entre 22 horas e 5 horas

Quem é usuário de transporte público, provavelmente já teve medo de desembarcar de ônibus em um local ermo, em horários de pouco movimento nas ruas. Desde outubro de 2019, uma lei sancionada pelo governador João Doria, permite que pessoas com deficiência, mulheres e idosos desçam dos coletivos fora dos pontos de ônibus intermunicipais nas regiões metropolitanas entre 22 horas e 5 horas. 

Veja no site da Alesp.

O objetivo da lei, que surgiu por conta do projeto do deputado Tenente Coimbra (PSL), é dar mais segurança às pessoas com vulnerabilidade. Ela faz parte das políticas públicas de proteção às mulheres.

Regras para desembarcar fora do ponto de ônibus

A lei tem algumas exigências: por exemplo, os motoristas de ônibus podem parar nos locais indicados pelos passageiros, desde que não tenham que desviar o trajeto da linha. 

Se houver alguma sinalização de trânsito indicando que é proibido parar ou estacionar, o desembarque não é autorizado. Os acompanhantes de idosos, mulheres ou pessoas com deficiência também estão autorizados a descer com eles fora dos pontos. 

O descumprimento da lei pelas empresas implica em multa de R$ 650. Em caso de reincidência, o valor dobra.

Leis semelhantes

Desde 2016, moradores da capital paulista já contavam com uma lei parecida com essa. Sancionada pelo então prefeito Fernando Haddad (PT), a medida abrangia também travestis e mulheres transexuais. 

Também em 2019, o senador Flávio Arns (Rede-PR) teve aprovado um projeto de lei junto a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Com base no texto original da senadora Daniella Ribeiro (PP-PB),  o projeto prevê também o desembarque de mulheres, idosos e pessoas com deficiência no período noturno, em qualquer local onde a parada de veículo seja permitida e possa ser realizada em condições de segurança. Não há notícias sobre a aprovação da lei e, até o fim de 2020, não se tinha uma lei federal aplicada ao assunto aprovada.

acessibilidade no transporte publico

Acessibilidade no Transporte Público


vanessa fontes

Vanessa Fontes
Jornalista, roteirista e mãe. Possui experiência em cultura e economia de impacto. Sempre acreditou que calçar o sapato dos outros pode contribuir para a construção de um lugar melhor para se viver. 

Um Comentário

  1. 08/06/2021 no 12:52 pm

    […] obstáculos não deveriam mais ser pauta. Afinal, acessibilidade é um direito desde 2018 em São Paulo. A Prefeitura da cidade, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.