fbpx
Órteses e próteses: qual a diferença e tipos disponíveis?

Órteses e próteses: qual a diferença e tipos disponíveis?

As órteses e próteses ortopédicas auxiliam pacientes a recuperarem a autonomia e mobilidade no dia-a-dia, mas apresentam diferenças quanto ao desempenho

Com o passar do tempo, muitos dispositivos foram criados para substituir os membros fisiológicos e devolver a autonomia, como cadeiras de rodas, órteses e próteses ortopédicas. Porém, cada caso é único e necessita de adaptação específica para o paciente.

É comum que as pessoas confundam a funcionalidade de cada um, ainda mais por “órteses” e “próteses” terem uma sonoridade semelhante.

Qual a diferença entre as órteses e próteses ortopédicas?

Órteses e próteses

Órteses são aparelhos de uso provisório que permitem alinhar, corrigir ou regular uma parte do corpo. Auxiliam nas funções de um membro, órgão ou tecido para evitar deformidade e compensar insuficiências funcionais que foram causadas por acidentes ou problemas de saúde. O objetivo é dar assistência mecânica ou ortopédica ao paciente. Até o óculos de grau é considerado uma órtese!

Tipos de órteses

Elas podem ser:

  • Externas — Bengalas, muletas, colares cervicais, andadores, coletes, aparelhos auditivos, lentes de contato, aparelhos ortodônticos, palmilhas ortopédicas, joelheiras, munhequeiras.
  • Internas — Marca-passo, instrumentos para estabilizar a coluna, bombas de infusão.
  • Órtese Dinâmica
Órtese Dinâmica

As órtese dinâmicas, são frequentemente confundidas com próteses. Elas permitem a mobilidade controlada de articulações específicas através da aplicação de tração, que atua guiando o movimento e restringindo algumas ações. Como é o caso da órtese Magic arms, feita por impressão em 3D, que dá suporte ao movimento dos membros superiores por meio da tração por elásticos.

A prescrição da órtese é feita com diagnóstico do terapeuta ocupacional, já que é encomendada sob medida e seu uso pode ser definitivo ou temporário.

prótese ortopédica

Já a prótese ortopédica, é um aparelho que desempenha funções motoras semelhantes do membro amputado. São peças artificiais usadas como substitutas de membros, órgãos, tecidos e articulações do corpo que tiveram que ser amputadas ou não funcionam ​​como deveriam. Por exemplo, os implantes dentários, em que o dente natural é substituído por um artificial.

Tipos de próteses

Podem ser:

  • Externas — Perna mecânica, dentaduras, prótese mamária.
  • Internas — Prótese articular, prótese não convencional para substituição de tumor, coração artificial, válvula cardíaca, ligamento artificial.

Os materiais mais utilizados para fabricar as próteses ortopédicas são:

1. Prótese exoesquelética
É feita em resina, PVC, fibra de carbono ou polipropileno, podendo ser oca ou não. 

2. Prótese endoesquelética
Bastante conhecida como modular e pode ser feita em alumínio, aço, titânio ou fibra de carbono. 

Além de promover uma melhora em atividades diárias, as próteses também podem ser usadas para fins estéticos. Sua prescrição é feita com avaliação do fisioterapeuta e demais profissionais responsáveis pelo tratamento do paciente. 

Importante lembrar que as próteses são utilizadas em qualquer nível de amputação, seja membros superiores ou inferiores, enquanto a maioria das órteses, são utilizadas como auxílio dos membros superiores. 

Portanto, resumidamente, prótese pode ser considerada tudo que substitui um membro ou parte do corpo. Enquanto a órtese serve como suporte para o membro, e auxilia a manter, aumentar ou recuperar a mobilidade de pessoas com deficiência ou limitações físicas.


Leticia Soares

Letícia Soares
Graduanda em Jornalismo com interesse em arte, tecnologia, literatura e sempre em busca de conhecer novas histórias. Uma pessoa que adora fotografar tudo, descobrir inovações, conversar e fica feliz com a companhia de um chá e um bom livro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

);