fbpx
8 de abril: Dia Nacional do Sistema Braille

8 de abril: Dia Nacional do Sistema Braille

Confira a importância da comemoração do sistema braille e como ele possibilita novos horizontes de conhecimento para pessoas com deficiência visual em todo o mundo

O sistema de escrita e leitura feito com pontos táteis em alto-relevo, representa muito mais do que letras do alfabeto, símbolos e números. Criado pelo francês Louis Braille, entre 1824 e 1825, o sistema Braille oferece inclusão na sociedade e novas oportunidades para pessoas com deficiência visual – como cegos, surdocegos e com baixa visão.

Para celebrar a sua chegada ao Brasil, em 1854, comemora-se todo dia 8 de abril, o Dia Nacional do Sistema Braille em homenagem ao aniversário de José Álvares de Azevedo, que foi o primeiro professor brasileiro com deficiência visual e fundador do Instituto Benjamin Constant (IBC).

A importância do sistema Braille na educação

Ao longo dos anos surgiram diversas instituições no país e no mundo, que ensinam milhares de pessoas com deficiência visual a fazer a leitura do sistema.

No Brasil, os livros didáticos da rede pública já são oferecidos de maneira acessível com impressão em braille e tinta, com o objetivo de incluir alunos com deficiência visual na educação e facilitar a leitura durante o ensino.

Segundo Alexandre Munck, superintendente executivo da Fundação Dorina Nowill para Cegos, é muito importante que se incentive o uso do sistema Braille para alfabetização. 

“Os alunos devem ser estimulados a desenvolverem os aspectos cognitivos para esse aprendizado, pois é através dele que esses estudantes passam a ter acesso à educação e autonomia em suas atividades diárias”, explica Munck.

Além do alfabeto braille

Ao oferecer uma educação inclusiva de qualidade é possível refletir sobre os desafios e as oportunidades de conhecimento que são permitidos através do sistema Braille, como a independência para ler placas informativas, cardápios, rótulos, entre outros. 

A Fundação Dorina Nowill para Cegos, pioneira na inclusão de pessoas com deficiência visual na sociedade, afirma que é fundamental celebrar a data e fomentar debates sobre o tema em tempos de pandemia.

Braille é universal

Para comemorar a data, a Fundação Dorina lançará neste ano o projeto “Saber Incluir”, para capacitação de professores da rede pública de São Paulo, por meio de uma série de palestras e conteúdos digitais gratuitos.

Além da ação, serão disponibilizados materiais livros em braille de maneira gratuita para facilitar o acesso à leitura inclusiva de pessoas com deficiência visual em todo o país.Ficou curioso para saber como fazer um texto em braille? Confira alguns tradutores online, como Atractor e o Braille Translator, e deixe o seu conteúdo ou local de trabalho ainda mais acessível!

brinca braille

Como as crianças aprendem Braille?


Cintia Alves de Sousa

Cintia Alves de Sousa
Jornalista especialista em mídia e reportagem, que busca constantemente por novos desafios no segmento da Comunicação Acessível, para contribuir com ações que valorizem a diversidade e a inclusão na sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir mensagem
);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.