Alexa oferece nova função de acessibilidade para os usuários

Alexa oferece nova função de acessibilidade para os usuários

O recurso da assistente virtual da Amazon melhora a experiência de uso de pessoas com deficiência relacionada à fala

Os assistentes virtuais são dispositivos muito úteis no dia a dia das pessoas, mas para os usuários que têm algum tipo de deficiência na fala, a experiência nem sempre é positiva. Como a tecnologia responde a comandos de voz, muitas vezes o tempo de processamento da solicitação não é suficiente. Para resolver esse problema, a Amazon desenvolveu mais uma função de acessibilidade para a Alexa, sua assistente virtual.

O recurso permite que o dispositivo se mantenha ativo por mais tempo, aguardando os comandos dos usuários que apresentam algum tipo de dificuldade na fala. A nova funcionalidade pode ser ativada por meio das configurações da Alexa e foi um pedido dos próprios clientes, que ficavam frustrados quando não conseguiam concluir suas solicitações. 

A Amazon é uma das empresas que mais estimulam o desenvolvimento de aplicativos com funções de acessibilidade, por meio do Prêmio Alexa de Acessibilidade. A iniciativa também conta com a parceria da AACD (Associação de Apoio à Criança com Deficiência), da Fundação Dorina Nowill e do Instituto Jô Clemente.

Outras funções de acessibilidade da Alexa

Além do recurso que facilita o dia a dia de pessoas com deficiência relacionada à fala, o aplicativo Alexa também oferece outras funcionalidades para usuários com mobilidade reduzida e deficiências visual e auditiva. Confira a seguir algumas delas! 

Deficiência visual

  • Suporte para configuração de fonte de texto grande (disponível somente no Android).
  • Instruções de áudio para várias etapas de configuração.
  • Volume ajustável com voz ou toque.
  • Alto contraste para melhorar a visibilidade.

Deficiência auditiva

  • Volume ajustável para timers, alarmes e reprodução de mídia.
  • Em dispositivos Echo, um indicador de luz visível muda de cor para sinalizar diferentes ações da Alexa, como notificação, processamento do pedido, inicialização do dispositivo, recebimento de chamadas, níveis de volume, dentre outras. 

Mobilidade reduzida

  • Suporte para navegação por teclado, no aplicativo Alexa e em navegadores web, inclusive durante a configuração do dispositivo.
  • Reconhecimento de fala à distância, em dispositivos Echo.
  • Controle de dispositivos de casa inteligente compatíveis, por meio de comandos de voz. 

Lançada oficialmente em 2014, a Alexa veio integrada às caixas de som inteligentes Echo, da Amazon. Mas foi somente em 2019 que a tecnologia chegou ao Brasil. Hoje, ela está presente em toda a linha de aparelhos Echo, como Echo Dot, Echo Studio e Echo Show, no sistema Fire TV Stick, desenvolvido para smart TVs, e em outros produtos compatíveis com a assistente virtual. 

O nome Alexa foi escolhido em função da letra X, que ao ser pronunciada é facilmente detectada pela inteligência artificial. Ou seja, quando o usuário inicia uma frase com “Alexa”, o dispositivo reconhece seu comando de voz e é capaz de processar diferentes solicitações, como tocar músicas, fazer a seleção de notícias, ler um livro, informar a temperatura e a hora em tempo real, realizar pesquisas na internet, dentre outras. Para ficar por dentro de outras iniciativas de acessibilidade, siga a página do Guiaderodas no Instagram!


Carina Melazzi

Carina Melazzi
Jornalista e produtora de conteúdo. Gosta de contar histórias e é apaixonada por viagens, montanhas e mar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.