Crisálida é a primeira série de ficção em Libras e português

Crisálida é a primeira série de ficção em Libras e português

O objetivo da série é mudar a maneira com que os surdos são retratados e percebidos pelo público brasileiro

Para mostrar aos ouvintes que o surdos existem e precisam de oportunidades, foi lançada a série bilíngue de ficção Crisálida, a primeira do gênero em português e Língua Brasileira de Sinais (Libras). Os quatro episódios independentes são ambientados na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina, e reúnem histórias emocionantes que retratam situações familiares, sociais e psicológicas de quem convive com a surdez. 

De acordo com dados do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil, cerca de 5% da população é surda, o que representa 10 milhões de habitantes, sendo que 2,7 milhões não ouvem nada. Além disso, estima-se que, até 2050, 900 milhões de pessoas podem desenvolver surdez, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A série Crisálida

Feita para ouvintes e surdos, Crisálida tem como objetivo principal divulgar a cultura surda, a Libras e as potencialidades dos surdos. A primeira temporada estreou em setembro de 2019, na TV Cultura e, como a repercussão foi bastante positiva, a série entrou no catálogo da Netflix, no Brasil e em Portugal, em maio de 2020. 

No total, foram 33 dias de gravação e 250 envolvidos, desde a equipe técnica até os figurantes. Além disso, todos os personagens surdos foram interpretados por atores surdos, que passaram por uma preparação de dois meses, incluindo treinamentos individuais e com os respectivos núcleos de atuação, para aperfeiçoarem suas expressões corporais e faciais. 

Além da série, o projeto também conta com um curta-metragem e um longa homônimos sobre o mesmo tema. Crisálida é o nome dado ao casulo onde ocorre a metamorfose da borboleta e também faz uma analogia à transformação do surdo, quando ele descobre o mundo ao aprender a Libras.

O projeto foi desenvolvido por meio de uma parceria de três produtoras: a Arapy Produções, do jornalista Paulo Markun; a Raça Livre Produções, da autora e produtora Alessandra da Rosa Pinho; e a TVi Televisão e Cinema, da jornalista Laine Milan. A segunda temporada da série foi contemplada no Prêmio Catarinense de Cinema 2019 e está prevista para ser realizada no final de 2022.

A Língua Brasileira de Sinais

No mundo, existem centenas de variantes da língua de sinais. A versão brasileira, também conhecida como Libras, é reproduzida por meio de gestos, expressões faciais e corporais e conta com um alfabeto e uma estrutura gramatical e linguística próprios. 

A comunicação por meio da língua de sinais existe há muitos séculos na história da humanidade, desde a época da Grécia Antiga. No Brasil, a educação dos surdos e o surgimento da Libras estão relacionados a d. Pedro II, que convidou para o país, em 1855, o professor surdo Ernest Huet, que fundou o Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines).

Para ficar por dentro de tudo o que acontece no universo da acessibilidade no Brasil e no mundo, siga a página do Guiaderodas no Instagram!


Carina Melazzi

Carina Melazzi
Jornalista e produtora de conteúdo. Gosta de contar histórias e é apaixonada por viagens, montanhas e mar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.