fbpx
Primeira mão robótica mioelétrica da América Latina é desenvolvida no Brasil

Primeira mão robótica mioelétrica da América Latina é desenvolvida no Brasil

A Cycor Cibernética desenvolveu a mão robótica visando oferecer mais autonomia e com um custo mais baixo do que a concorrência

A tecnologia assistiva – recursos que visam prover assistência, conforto, segurança e autonomia para pessoas com deficiência – vem crescendo exponencialmente nos últimos anos. E a previsão é que ela cresça ainda mais nos próximos dez anos. O Brasil é um mercado que vem se destacando neste contexto e se tornou o país onde foi desenvolvida a primeira prótese de mão robótica mioelétrica da América Latina.

Chamada MyoHand, a tecnologia foi criada pela Cycor Cibernética, empresa especialista em tecnologia sediada no Paraná. A inovação, que já chamou a atenção da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (Ompi) – pertencente à Organização das Nações Unidas (ONU) –, é um exoesqueleto para paraplégicos e tetraplégicos e o primeiro exoesqueleto industrial da região latino-americana.

De acordo com Michele de Souza, CEO da Cycor Cibernética, a ideia é que essa seja uma tecnologia acessível. A mão robótica será fornecida sem custo, com o usuário pagando apenas pela eletrônica instalada. O preço dos concorrentes chega a R$ 90 mil. Já a inovação da Cycor fica em torno de R$ 5,3 mil.

“Existe uma lacuna de 93% de tecnologia assistiva no Brasil, a necessidade é muito grande, mas a tecnologia é muito cara. Quando tem inovação, o mercado agrega valor ao produto, que fica mais caro. Mas no nosso caso, o próprio valor da fabricação fica mais barato. Nossa ideia é que os concorrentes se tornem nossos clientes da tecnologia. O produto é doado e o que vendemos é a placa eletrônica, que reduz muito o custo para eles”

comenta Michele.

Segundo a CEO, já há novos contratos fechados, incluindo a parceria com a BRFoods, envolvendo o robô ExOn. O recurso é capaz de fazer com que o usuário de cadeira de rodas tenha mais mobilidade, podendo levantar, caminhar e sentar. A ideia é que a tecnologia ajude no aumento de força nas linhas de produção, atenuando o peso de alguns equipamentos.

Além da mão robótica: expansão assistiva

A Cycor, além de desenvolver a primeira prótese de mão robótica mioelétrica da América Latina e o ExOn, também foi responsável pela criação da primeira plataforma eletrônica para produzir próteses e órteses inteligentes, que podem mandar sinais do cérebro para o funcionamento de algumas máquinas e sistemas.

Esta é uma demonstração de como o Brasil possui força para continuar se desenvolvendo e sendo promissor no mercado de tecnologia assistiva, não somente na América Latina. O país registrou, entre 1998 e 2019, 59 patentes para mobilidade emergente assistiva. Esse número supera outros países como França, Espanha, Reino Unido, México e Israel.

Além disso, o mercado brasileiro foi responsável por 945 patentes para mobilidade convencional, superando, desta vez, Itália e Holanda no mesmo ínterim. Os líderes deste nicho são China, que conta com cerca de metade das patentes, e os Estados Unidos <https://guiaderodas.com/transporte-acessivel-pelo-mundo-conheca-os-bondes-eletricos-dos-estados-unidos/>, com um montante que representa quase um quarto do total mundial.

De acordo com a Ompi, hoje mais de 1 bilhão de pessoas precisam de tecnologia assistiva e a expectativa é que este número dobre na próxima década, sobretudo com o envelhecimento da população.


Felipe Lima

Jornalista formado pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM) e redator web desde 2017, especializado em SEO pela Comschool. Profissional que acredita no poder das palavras e na transmissão de histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.