Projeto da USP promove inclusão de pessoas com deficiência visual

Projeto da USP promove inclusão de pessoas com deficiência visual

A iniciativa foi idealizada por uma professora do curso de Terapia Ocupacional da instituição e tem o objetivo de garantir autonomia e lazer aos participantes

Para melhorar o dia a dia de pessoas com deficiência visual, a professora Regina Carretta, do curso de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto, criou o projeto “Lazer e participação social junto à pessoa com deficiência visual: desvendando novos olhares”. O principal objetivo é promover inclusão, autonomia e lazer para os participantes, por meio do uso da tecnologia.

Além da docente, o grupo de trabalho tem a colaboração de quatro voluntárias e uma bolsista, que também integram o curso de Terapia Ocupacional da USP de Ribeirão Preto. O projeto acontece em parceria com a Associação Lar dos Cegos da cidade e a Associação dos Deficientes Visuais de Ribeirão Preto e Região (Adevirp), que atua na inclusão educacional e social desse público. 

A iniciativa surgiu em 2013, época em que contava com a participação de pessoas com diferentes tipos de deficiência. Porém, em 2015, com o início da parceria com a Associação Lar dos Cegos de Ribeirão Preto, a ação foi direcionada apenas para o atendimento de pessoas com deficiência visual. 

O projeto

Antes da pandemia de Covid-19, o projeto “Lazer e participação social junto à pessoa com deficiência visual: desvendando novos olhares” incentivava o lazer com atividades em grupo, que envolviam jogos, música e artesanato, e também levava os participantes para explorar a cidade, por meio de passeios a restaurantes, parques e praças.

Com a necessidade de distanciamento social imposta pela pandemia, o programa precisou realizar algumas adaptações e migrou suas atividades para o ambiente digital. Dessa forma, o grupo de trabalho passou a utilizar a internet e a fazer ligações telefônicas para se reconectar com os participantes e ajudá-los com dúvidas e problemas de acessibilidade do dia a dia.

Novo formato

Em 2021, o projeto adaptou mais uma vez seu formato de atuação e criou a atividade “Novos Olhares USP”. A proposta inclui a realização de encontros virtuais mensais, que contam com um convidado cego para conversar sobre diferentes assuntos que permeiam o dia a dia dos deficientes visuais. As conversas são abertas a todos e podem ser acompanhadas pela página do Instagram do projeto

Além de promoverem a inclusão de pessoas com deficiência, os encontros trazem uma reflexão importante sobre as dificuldades vividas pelos cegos, especialmente durante o período de distanciamento social, e servem para que os conteúdos do projeto ultrapassem os limites do curso de Terapia Ocupacional da USP e sejam disseminados de forma mais abrangente, dentro e fora da universidade. Para ficar por dentro de outras iniciativas de acessibilidade no Brasil, siga a página do Guiaderodas no Instagram e em nosso Blog!!


Carina Melazzi

Carina Melazzi
Jornalista e produtora de conteúdo. Gosta de contar histórias e é apaixonada por viagens, montanhas e mar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.