Conheça as diferentes dimensões de acessibilidade

Conheça as diferentes dimensões de acessibilidade

Conheça as diferentes dimensões de acessibilidade e entenda qual é a função e a importância de cada uma delas

Você sabia que existem diversas dimensões dentro da acessibilidade? Neste post vamos falar sobre sete delas. Que a acessibilidade vai muito além de rampas e banheiros com barras, provavelmente você já sabe, mas quais são as outras dimensões de acessibilidade e para que servem? Por que são classificadas separadamente? 

Por Que A Acessibilidade É Classificada Em Diversas Dimensões? 

Para garantir uma melhor organização e compreensão pelas pessoas, a acessibilidade é dividida e classificada em diferentes grupos de acordo com os objetivos mais específicos de cada um deles, mas todas têm um objetivo em comum: garantir uma melhor qualidade de vida às pessoas com deficiência. 

Com essa divisão feita, fica mais fácil perceber quais acessibilidades determinada empresa ou estabelecimento já possuem, e quais ainda precisam ser melhor desenvolvidas (embora acreditemos que sempre há espaço para melhorias).

Por exemplo, certa empresa pode ter a acessibilidade arquitetônica bem desenvolvida em sua sede e, ainda assim, precisar melhorar a acessibilidade metodológica e/ou atitudinal. Ou seja, as dimensões de acessibilidade são desenvolvidas individualmente, embora haja uma ligação entre todas elas.

Quais São As Dimensões de Acessibilidade? 

  1. Acessibilidade Atitudinal
  2. Acessibilidade Arquitetônica
  3. Acessibilidade Programática
  4. Acessibilidade Metodológica
  5. Acessibilidade Instrumental
  6. Acessibilidade Comunicacional
  7. Acessibilidade Natural

O Que Cada Dimensão Quer Dizer?

A Acessibilidade Atitudinal se refere às atitudes das pessoas; ou seja, quando conseguem perceber a pessoa com deficiência sem criar preconceitos ou estereótipos e, assim, tratá-la do mesmo jeito através do qual tratariam qualquer outra pessoa, sem que haja estigmas e discriminações. Para que essa acessibilidade possa ocorrer dentro de empresas, por exemplo, é necessário que haja conscientização dos gestores e funcionários em relação à inclusão. Portanto, a Acessibilidade Atitudinal é a base para o desenvolvimento de todas as outras, uma vez que começa com as ações de cada um.

Já a Acessibilidade Arquitetônica é, provavelmente,  a dimensão de acessibilidade mais conhecida, uma vez que trata estrutura física em geral. Refere-se às mudanças mais “palpáveis” e visíveis feitas nos estabelecimentos e lares, para garantir maior comodidade e bem-estar das pessoas com deficiência (por exemplo: rampas, barras de acesso em sanitários, disponibilização de braille em elevadores, entre outros).

A Acessibilidade Programática, por sua vez, refere-se às normas, regimentos e leis existentes em relação aos direitos das pessoas com deficiência. Temos como exemplo a Lei nº 16.146/2015 – Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), que visa, segundo a Constituição: “assegurar e a promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência, visando à sua inclusão social e cidadania”. 

A Acessibilidade Metodológica é também chamada de “acessibilidade pedagógica”, pois diz respeito às metodologias de ensino para pessoas com deficiência, seja no contexto escolar (o uso de materiais em braile pelos professores ou de textos com as letras ampliadas, por exemplo), ou no contexto profissional (na avaliação de processos seletivos – se são inclusivos e permitem que todos os candidatos participem plenamente, por exemplo).

Para superar barreiras existentes em utensílios, instrumentos e ferramentas de estudo dentro das escolas, por exemplo, é que existe a Acessibilidade Instrumental, além de visar a superação das barreiras também nas atividades profissionais, de recreação e de lazer. Temos como exemplo da acessibilidade instrumental, a situação de um deficiente visual que tem acesso a um software de leitura de tela.

A Acessibilidade Comunicacional é a dimensão que busca garantir o acesso a comunicação interpessoal – por meio de um intérprete de língua de sinais em sala de aula, por exemplo, ou da audiodescrição de imagens e filmes para pessoas cegas.

Por último, a Acessibilidade Natural se refere à tentativa de extinção de barreiras da própria natureza. Ou seja, a acessibilidade em trilhas e praias, por exemplo. No caso de praias, a acessibilidade se dá por meio do uso da cadeira de rodas anfíbia, que permite aos cadeirantes se locomoverem pela praia e entrarem no mar! 

E aí, você já conhecia todos esses tipos de acessibilidade? Qual deles você achou mais interessante? Escreva aqui nos comentários!

E, para mais matérias, confira o Blog do Guiaderodas.


Giovanna Naddeo

Giovanna Naddeo 

Escritora, professora e tradutora formada em Letras pela UNICAMP. Apaixonada por viagens, bordados e animais. Acredita que um mundo melhor se faz com pessoas que se incentivam.

Comentários (7)

  1. 11/05/2021 no 12:21 pm

    […] Conheça as diferentes dimensões de acessibilidade […]

  2. 17/08/2021 no 00:58 am

    […] arquitetônica, que tal conferir outras dimensões da acessibilidade? A gente conta tudo neste post. Divididas em várias categorias, a ideia de todas elas é a mesma: garantir qualidade de vida pra […]

  3. Rosineide Antônia de Souza
    01/09/2021 no 17:43 pm

    Boa tarde, o motivo do meu contato é que tenho um irmão que teve um A.V.C
    e ficou na cadeiras de rodas, e não recebe nenhum tipo de auxílio. Desde já agradeço a atenção de Vcs.

  4. 01/10/2021 no 16:15 pm

    […] A acessibilidade é dividida e classificada em diferentes grupos de acordo com os objetivos específicos de cada um deles, para garantir uma melhor organização e compreensão pelas pessoas, no entanto, todas têm um objetivo em comum: garantir melhor qualidade de vida às pessoas com algum tipo de dificuldade de mobilidade ou deficiência. […]

  5. 15/10/2021 no 10:25 am

    […] A acessibilidade é dividida e classificada em diferentes grupos de acordo com os objetivos específicos de cada um deles, para garantir uma melhor organização e compreensão pelas pessoas, no entanto, todas têm um objetivo em comum: garantir melhor qualidade de vida às pessoas com algum tipo de dificuldade de mobilidade ou deficiência. […]

  6. Maria Isolina Damaceno
    01/11/2021 no 22:24 pm

    Lendo sobre as diversas dimensões, eu pude aprender mais sobre a inserção das pessoas com deficiências na sociedade tendo seu direito adquirido como cidadão de direito.

  7. 04/10/2022 no 11:09 am

    […] comunicação inclusiva faz parte da Acessibilidade Comunicacional (entenda mais sobre os tipos de acessibilidade aqui), uma vez que tem como objetivo fazer as informações chegarem às pessoas sem que haja […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.