Curiosidades sobre o cão-guia

Curiosidades sobre o cão-guia

O trabalho de cachorros treinados facilita o dia a dia de pessoas cegas 

Paciência, determinação, obediência, temperamento dócil e inteligência. Essas são algumas características comportamentais do cão-guia, que, além de ser um ótimo companheiro, é responsável pela orientação de pessoas cegas. 

O trabalho desse animal é fundamental para proporcionar mais independência e mobilidade às pessoas com deficiência visual e reduzir as chances de acidentes durante a locomoção em ambientes internos e externos. 

Para te ajudar a entender as principais características da função de cão-guia e a não ter mais dúvidas sobre o assunto, separamos a seguir algumas informações e curiosidades interessantes. Continue a leitura!

Nem todo cachorro pode se tornar cão-guia

Normalmente, cachorros de médio ou grande porte são escolhidos para a função de cão-guia, porque eles precisam ter força suficiente para guiar seus donos. Nesse caso, as principais raças usadas na condução de pessoas cegas são o labrador, golden retriever, pastor alemão e boxer, que apresentam características e tamanho adequados para esse tipo de trabalho.

Além de os animais terem boa saúde, bom temperamento e espírito de liderança, é preciso que haja compatibilidade entre os cães e seus condutores. Afinal, eles vão passar o tempo todo juntos, em diferentes situações do dia a dia. Trata-se de uma relação complexa, que demanda muito companheirismo e confiança mútua. 

Descubra se o seu pet pode atuar como terapeuta.

O cão-guia pode entrar em qualquer lugar

De acordo com a Lei nº 11.126, a pessoa com deficiência visual acompanhada de cão-guia tem o direito de ingressar e permanecer com o animal em todos os meios de transporte e estabelecimentos abertos ao público, sejam eles de uso privado ou coletivo. 

Nos casos em que houver impedimento ou dificuldade de ingresso e permanência do condutor com o seu cão-guia nos locais permitidos, a multa pode começar em R$ 1.000 e chegar a até R$ 50 mil, em situações de reincidência.

Apesar da existência de uma lei que garante o livre acesso a esses animais, atualmente, o número de cachorros treinados no Brasil ainda não é significativo: mais de 500 pessoas estão na fila para receber um cão-guia, e menos de 200 animais atuam nessa função no país. 

Entenda como é feito o treinamento do cão-guia.

O cão-guia pode se aposentar

O tempo de atuação do cão-guia é de cerca de oito anos. Após tantos anos de trabalho, chega a hora de o animal ter seu merecido descanso. Depois da aposentadoria, o cachorro pode ficar com seu dono ou ser adotado por uma família com a qual ele já tenha afinidade. 

Não é recomendado distrair o cão-guia 

Antes de iniciar qualquer interação com o cão-guia, é preciso pedir autorização ao condutor. Essa é uma questão de segurança, pois desviar a atenção do animal de sua função principal pode acabar causando um acidente com a pessoa cega. 

Lembre-se de que o cachorro está trabalhando, portanto, não deve ser tratado como um pet, com brincadeiras e carinho na cabeça. 

Além disso, se alguma pessoa com deficiência visual pedir a sua ajuda, o ideal é que a aproximação seja feita pelo lado direito dela, deixando o esquerdo livre para a permanência do animal. 

Por fim, outro ponto de atenção é evitar alimentar o cão-guia. Afinal, ele tem horários específicos para receber comida, que deve ser fornecida somente pelo seu condutor.

O cão pode auxiliar pessoas com outras deficiências

A Lei nº 11.126, que garante aos cegos o direito de ingressar e permanecer em ambientes com a companhia de um cão-guia, também é válida para pessoas com outros tipos de deficiência. Dentro desse contexto, existem o cão-ouvinte, o cão-terapeuta, o cão de alerta e o cão de serviço de mobilidade. 

Saiba mais sobre os diferentes cães de serviço.

Gostou deste artigo e acha que ele pode ser útil para algum amigo? Então, compartilhe!


Carina Melazzi

Carina Melazzi
Jornalista e produtora de conteúdo. Gosta de contar histórias e é apaixonada por viagens, montanhas e mar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.