fbpx
Empresas ESG: porque investir?

Empresas ESG: porque investir?

Em busca de maior rentabilidade a longo prazo, investidores optam por fundos e empresas com práticas sustentáveis

O que é ESG?

Os critérios ambientais, sociais e de governança são um conjunto de padrões utilizados por investidores para selecionar seus investimentos.

Os critérios ambientais consideram o desempenho de uma empresa que zela pela natureza. 

Os critérios sociais examinam como a companhia gerencia os relacionamentos com funcionários, fornecedores, clientes e as comunidades onde atua. 

A governança lida com a liderança da empresa, remuneração de executivos, auditorias, controles internos e direitos dos acionistas.

Mudança de Visão

Nos anos anteriores, os investimentos socialmente responsáveis ​​tinham o objetivo de exigir uma troca por parte do investidor. Por limitarem o universo de empresas elegíveis para investimento, também limitavam o lucro potencial do investidor. Empresas “ruins” às vezes tinham um desempenho muito bom, pelo menos em termos de valorização de suas ações.

No entanto, esse cenário está mudando. Em 2020, os fundos de investimentos negociados na Bolsa de Valores globais que se concentram em práticas de investimento sustentáveis e éticas, receberam aportes de US$ 29 bilhões, segundo dados da Bloomberg. 

Os principais investidores do mundo passaram a acreditar que os critérios ambientais, sociais e de governança têm um propósito prático além de quaisquer preocupações éticas. 

Na visão de analistas, os critérios ESG tendem a diminuir os riscos a longo prazo, tornando o investimento mais seguro para os investidores. Acredita-se que a agenda ESG ganhará ainda mais espaço a partir de 2021.

A modalidade de investimentos sustentáveis é uma tendência global que está associada, principalmente, a algumas características específicas:

  • Nova geração: jovens investidores buscam alinhar os seus investimentos com seus propósitos
  • Legislação: regras mais rígidas surgem para minimizar os impactos socioambientais negativos causados nos últimos anos
  • Modelo de negócio: empresas se adaptam para atender as exigências da sociedade para o consumo consciente

Como avaliar se uma empresa tem bom desempenho ESG?

Para avaliar uma empresa com base em critérios ambientais, sociais e de governança (ESG), os investidores procuram empresas com valores que correspondam aos seus.

Critérios Ambientais (E)

Os critérios ambientais podem incluir o uso responsável de energia, redução de resíduos/poluição, conservação de recursos naturais e tratamento de animais. 

Critérios Sociais (S)

Os critérios sociais consideram as relações da empresa com a sociedade. Os fornecedores possuem os mesmos valores que a empresa afirma ter? A empresa destina uma porcentagem de seus lucros para a comunidade local ou incentiva o voluntariado? As condições de trabalho da empresa mostram grande consideração pela saúde e segurança de seus colaboradores? Há inclusão de pessoas com deficiência? 

Critérios com relação à Governança (G)

Com relação à governança, os investidores podem querer saber se uma empresa usa métodos contábeis precisos e transparentes, ou exigir garantias de que as empresas evitem conflitos de interesse na escolha dos membros do conselho, que não usem contribuições políticas para obter tratamento indevidamente privilegiado e, que não se envolvam em práticas ilegais.

É claro que esta avaliação deve ser feita considerando a atividade fim da empresa e alguns critérios podem ser inaplicáveis. De qualquer forma, em um nível prático, determinar os critérios ESG ajuda os analistas a identificarem empresas bem posicionadas para um bom desempenho a longo prazo, evitando riscos. 

Certificações e seus impactos

Muitas ações podem e devem ser aplicadas para a constante melhoria dos critérios ESG dentro de uma corporação. Algumas certificações costumam ter metodologias exigentes para o atingimento dessas práticas e vêm sendo utilizadas como parâmetro por especialistas.

Placa Certificação Guiaderodas

A Certificação Guiaderodas é um programa que reconhece e aprimora as melhores práticas de acessibilidade e inclusão em empresas e empreendimentos. A metodologia baseia-se na premissa de que acessibilidade deve ser vista como um exercício contínuo e que “ambientes acessíveis” são compostos pela estrutura física e também pelas pessoas. Com propósito claro e métricas bem definidas, o processo de certificação utiliza plataforma tecnológica para engajar os colaboradores e potencializar seu impacto social. 

certificação leed

A Certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) promove a avaliação do edifício desde a concepção do projeto até a construção final. Para isso, leva em consideração questões de implantação, uso racional de água, eficiência energética, seleção dos materiais, qualidade ambiental interna, estratégias inovadoras e questões de prioridade regional. 

certificação empresa b

A Certificação Empresa B faz uma análise detalhada de todas as áreas da empresa para identificar os possíveis pontos de melhoria. São verificadas as áreas de Governança, Trabalhadores, Clientes, Comunidade e Meio Ambiente. 

As práticas de negócios voltadas para ESG têm ganhado cada vez mais tração, e o monitoramento do seu desempenho também. 

Grandes empresas revisam extensivamente suas abordagens ESG e publicam relatórios que demonstram que sustentabilidade e rentabilidade caminham juntas. 

Gerar lucro e ao mesmo tempo fazer o bem para a sociedade e a natureza é e será a conduta comum de todas as corporações daqui para frente.


Favicon Guiaderodas

Entre em contato e tire suas dúvidas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.