Marcas investem em canal de atendimento em libras

Marcas investem em canal de atendimento em libras

Opção de atendimento em Libras amplia o acesso de consumidores surdos ou com deficiência auditiva ao e-commerce das marcas

Comprar em um site é algo fácil para você? Mas saiba que para quase 10,7 milhões de deficientes auditivos no Brasil, dos quais 2,3 milhões têm deficiência severa, realizar uma compra via e-commerce não é uma tarefa tão simples. Grande parte tem dificuldade em compreender o conteúdo escrito e depende exclusivamente da Libras (Língua Brasileira de Sinais) para se comunicar e obter informação.

Por isso, alguns varejistas passaram a oferecer um canal de atendimento exclusivo e personalizado para pessoas surdas ou com deficiência auditiva que apenas leem Libras. 

A presença de um atendimento em Libras representa um importante passo no reconhecimento dessa língua como parte da diversidade existente no Brasil, uma vez que é a principal forma de expressão da maioria da população surda. 

De acordo com a Federação Mundial dos Surdos, 80% dos surdos de todo o mundo têm baixa escolaridade e problemas de alfabetização, inclusive no Brasil. Dessa forma, quando grandes varejistas passam a adotar em seus e-commerces essa forma de língua, ao incluírem o acesso a um atendimento em Libras especializado, conseguem atender uma parcela significativa da população, promovendo a inclusão, socialização e permitindo que a comunidade surda possa usufruir do serviço.

Marcas que apostaram na ideia  

atendimento em libras na netshoes

Entre os principais varejistas que aderiram a iniciativa está o Magalu que, em parceria com a startup Pessoalize que tem uma equipe de pessoas fluentes em libras, passou a realizar o atendimento personalizado em seu e-commerce, combinando tecnologia e acessibilidade. O exemplo foi seguido por outros sites de venda online do grupo, como Netshoes; e também outros varejistas de vestuário e calçados, como a Reserva e Vans (ambas operadas pelo grupo Arezzo&Co); e recentemente pela Lacta.

Atualmente, alguns sites já utilizam ferramentas que deixam o seu conteúdo acessível em texto e áudio, com o atendimento em Libras feito via chatbot, um assistente tecnológico que auxilia a leitura de materiais digitais. No entanto, essa opção não permite a resolução de ações mais complexas. 

Com um canal exclusivo em Libras no e-commerce, o atendimento passa a ser mais humanizado, uma vez que conta com um agente fluente na língua, melhorando de forma significativa a experiência de compra. 

Ações como essa ampliam a acessibilidade para que mais pessoas tenham a possibilidade de poder resolver suas próprias questões, de forma independente, em especial para a comunidade surda, que muitas vezes, depende de um acompanhante ouvinte para ajudar em questões do cotidiano.

Para as marcas, mais do que uma forma de se modernizarem, é um meio de não virarem as costas para a inclusão social, além de ampliar o seu mercado de atuação para um público maior.


Allys

Allys Franco

Jornalista, Relações Públicas e recém mãe, ama ler, viajar, conhecer e descobrir histórias inspiradoras.Acredita que todos podem mudar, basta ter olhos de ver e ouvidos de ouvir. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.