Projeto “Recife é pra sentir” promove acessibilidade

Projeto “Recife é pra sentir” promove acessibilidade

A iniciativa da prefeitura torna os atrativos turísticos da cidade mais inclusivos para pessoas com deficiência visual

Apreciar a beleza dos atrativos turísticos da capital pernambucana tornou-se uma experiência possível para pessoas cegas e com baixa visão. Lançado neste ano, o projeto “Recife é pra sentir” apresenta por meio de um painel tátil, com informações em braile, o Parque das Esculturas Francisco Brennand, um dos principais cartões-postais da cidade.

Por enquanto, a iniciativa contempla apenas um trecho da área do Marco Zero, na beira do Rio Capibaribe e perto dos armazéns. Mas a previsão é de que o equipamento acessível seja instalado pela prefeitura em outras áreas de Recife, expandindo a acessibilidade para diversos atrativos turísticos da capital pernambucana. 

Além do sistema braile, o equipamento também apresenta QR Code com audiodescrição da paisagem e texto recitado pela poetisa e cantora recifense Bione. Para complementar a experiência sensorial na área do Marco Zero, a prefeitura também instalou um piso tátil direcional, com o objetivo de facilitar o deslocamento de pessoas cegas e com baixa visão. 

Fonte: Flickr

O projeto “Recife é Pra Sentir” foi realizado em parceria com a Gerência da Pessoa com Deficiência, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Política sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH). O órgão atuou na idealização do novo atrativo, para oferecer às pessoas com deficiência visual uma forma de contemplação inclusiva da paisagem do Marco Zero. 

Fernando de Noronha: paraíso com acessibilidade para todos

Programa Recentro

O projeto “Recife é pra sentir” faz parte do Programa Recentro, um amplo plano de revitalização, com ações de curto, médio e longo prazos, que atuará inicialmente nos bairros do Recife, de São José e de Santo Antônio. A iniciativa é apenas o primeiro passo de muitas ações e projetos que ainda serão implementados na região.

Lançado em novembro de 2021, o programa tem como base quatro pilares: governança; incentivos fiscais; investimentos públicos e privados; cultura e bem-estar. O programa também prevê a ampliação das potencialidades da região central da capital pernambucana, com o fortalecimento do apoio ao Porto Digital e a criação de um laboratório a céu aberto para iniciativas inovadoras. 

Para promover a requalificação e a revitalização do centro de Recife, também foi criado um canal de escuta da sociedade civil e de entidades que atuam na região. Até o momento, foram recebidas mais de 200 contribuições, incluindo demandas, sugestões e aprendizados relacionados ao Programa Recentro.
Se você quer ficar por dentro de outras iniciativas de acessibilidade, siga a página do Guiaderodas no Instagram e acompanhe o nosso blog!


Carina Melazzi

Carina Melazzi
Jornalista e produtora de conteúdo. Gosta de contar histórias e é apaixonada por viagens, montanhas e mar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.