fbpx
Atypical: a série que aborda o autismo de maneira real

Atypical: a série que aborda o autismo de maneira real

Você provavelmente já viu a capa da série “Atypical” ao rolar pelo menu da Netflix. Mas você sabe sobre o que a série trata?

Atypical é uma série norte americana original da Netflix, lançada em 2017, que aborda, principalmente, a questão do autismo. A série traz como personagem principal Sam Gardner (interpretado por Keir Gilchrist), um adolescente de 18 anos – que foi diagnosticado no espectro autista ainda na infância – na busca por sua independência na fase de mudanças entre o ensino médio e a universidade, a começar pelo seu desejo de ter uma namorada. A série mostra toda a sua rotina, memórias de seu crescimento e os desafios enfrentados por ele por estar dentro do espectro.

A Receptividade da Série

atypical

A série foi muito bem recebida tanto pelo público, quanto pelos críticos, justamente por mostrar a realidade de uma pessoa com autismo sem sensacionalismos e por não fazer o autismo ser o único foco da série. Pode-se perceber isso de maneira clara quando observamos o desenvolvimento do enredo dos familiares e amigos de Sam também, em aspectos de suas respectivas vidas que não são reduzidos e centralizados ao autismo do personagem principal.

No IMDb – Internet Movie Database, em tradução livre “Base de Dados de Filmes na Internet”, site que classifica e avalia filmes e seriados, Atypical está classificada com uma nota de 8.3/10, altíssima para os padrões do site.

No seu ano de lançamento, a série, que é classificada nos gêneros comédia dramática e drama adolescente, esteve entre as dez mais assistidas pelos brasileiros, de acordo com a Netflix. A atuação de Keir Gilchrist foi muito bem recebida, porém a falta de outros personagens com autismo na série foi algo muito questionado pelo público. Na primeira temporada, a única menção a outras pessoas com autismo, por exemplo, acontece no grupo de apoio que a mãe de Sam frequenta. 

A segunda e a terceira temporada da série foram ainda melhor recebidas do que a primeira, uma vez que trouxeram o que estava faltando: outros personagens com autismo e outras características presentes em pessoas dentro do espectro, indo além do que estava sendo mostrado na primeira temporada.

A quarta e última temporada já tem data de lançamento: estará disponível na Netflix a partir do dia 9 de julho de 2021.

O Retrato da Realidade do Autismo

Quem conhece e convive com pessoas com autismo sabe que cada um é único e que, embora existam características que podem ser traçadas em comum, os famosos “padrões” do espectro, a individualidade de cada pessoa e os traços que ela apresenta vão muito além de qualquer generalização.

Apesar disso, Atypical consegue trazer de maneira bastante didática e simples alguns desses padrões encontrados em pessoas com transtorno do espectro autista (TEA), como o hiperfoco, uma forma intensa de concentração e interesse em um tópico ou assunto específico, no caso da série, Sam tem como hiperfoco a Antártica e os pinguins. 

Outros traços do TEA mostrados na série são a necessidade e a importância da rotina e o estresse causado na pessoa com autismo quando a rotina muda ou quando algo fora do programado acontece. Reações tidas como exageradas com acontecimentos relacionados a um dos cinco sentidos são outro aspecto mostrado – na série, Sam sempre comenta sobre os cheiros dos lugares e o incômodo ou o conforto que isso lhe proporciona, além da hipersensibilidade, por exemplo, da sensação causada pelo banco do ônibus nas suas costas.

Além disso, ações e movimentos corporais feitos de maneira repetitiva em sequência durante uma situação de nervoso também são retratadas de forma realista no seriado. Isso pode ser visto na forma como Sam faz movimentos repetitivos em seu cabelo durante situações estressantes e na sequência de palavras que o personagem sempre repete em voz alta quando precisa se acalmar, como um mecanismo de defesa, recorrente em pessoas com transtorno do espectro autista.

O Autismo Presente em Séries e Filmes

Nos últimos anos, séries e filmes têm trazido, cada vez mais, personagens com autismo, o que mostra um maior interesse, tanto da parte dos produtores, quanto da receptividade do público. Alguns exemplos são os personagens Sheldon, do seriado The Big Ben Theory, Abed Nadir, do seriado Community e Shaun Murphy, do seriado The Good Doctor.

Confira o trailer oficial, legendado em português, da primeira temporada do seriado Atypical:


Giovanna Naddeo

Giovanna Naddeo 

Escritora, professora e tradutora formada em Letras pela UNICAMP. Apaixonada por viagens, bordados e animais. Acredita que um mundo melhor se faz com pessoas que se incentivam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

);

Quer receber novidades
de como a acessibilidade
está transformando o mundo?

Seu cadastro foi efetuado com sucesso.

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Guiaderodas will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.